Que sorte!!


Considero a voz de Vanessa da Mata uma das mais melodiosas da MPB. Não importa se a música é mais lenta ou agitada, a voz dela dá, literalmente, o tom.

Hoje vou falar de uma música que até hoje é trilha sonora da minha vida.

Dá uma olhadinha na letra:

Ainda Bem

Composição: Liminha/Vanessa da Mata

 

Ainda bem que você vive comigo
Porque senão como seria esta vida?
Sei lá, sei lá
Nos dias frios em que nós estamos juntos
Nos abraçamos sob o nosso conforto de amar, de amar

Se há dores tudo fica mais fácil seu rosto silencia e faz parar
As flores que me mandam são fato do nosso cuidado e entrega
Meus beijos sem os seus não dariam, os dias chegariam sem paixão
Meu corpo sem o seu uma parte seria o acaso e não sorte

Ainda bem que você vive comigo
Porque senão como seria esta vida?
Sei lá, sei lá
Se há dores tudo fica mais fácil seu rosto silencia e faz parar
As flores que me mandam são fato do nosso cuidado e entrega
Meus beijos sem os seus não dariam os dias chegariam sem paixão
Meu corpo sem o seu uma parte seria o acaso e não sorte

Entre tantos outros, entre tantos anos, que sorte a nossa hein?
Entre tantas paixões, nosso encontro, nós dois, esse amor.

Entre tantas paixões nosso encontro, nós dois, esse amor.

P.S.: É uma pena que o Youtube não me deixe mais colocar vídeos oficiais… o clipe do DVD é espetacular!

A gente vive tanta coisa nessa vida, tantas fases. Temos  a fase das paixões arrebatadoras que nos cega e tem um efeito bombastico, especialmente quando somos adolescentes! Haja visto milhares de meninas que fogem com o namorado, ou engravidam aos seus 15, 16 anos…

Temos a fase de desilusão com tudo e com todos. Já não é aquela paixão adolescente, mas ainda tem um fundinho de fantasia… e por isso a desilusão. Esse período muitas vezes bate com o mesmo em que precisamos tomar decisões para nossos futuros profissionais, faculdade, emprego…então para não sofrer mais, focamos no trabalho… o que é bom para os que conseguem, já que é preciso mesmo pé no chão nesse processo de amadurecimento.

Depois disso tudo, percebemos que tudo em nossa vida está mais equilibrado e é possível unir todas as coisas, tentando fazê-las serem todas o mais prazerosa possível. Mas a verdade é que não é tão simples assim. Precisamos de competência, foco, amor e sorte.

Bom, disse tudo isso porque quando a música traz a parte: “ Entre tantos outros, entre tantos anos, que sorte a nossa, hein?” passa uma verdadeira retrospectiva na minha cabeça. De fato, são tantas coisas vividas, tantas pessoas, situações, histórias, sentimentos, que olhar pra alguém e perceber que  “meus beijos sem os dele não dariam, e que os dias chegariam sem paixão” é mesmo constatar que sou uma pessoa de muita sorte!!

Pare e pense um pouco… quantos relacionamentos você teve? Sempre tinha um ‘senão’, não tinha? Não que os atuais não tenham, afinal não serão nunca perfeitos, mas tem ‘senão’ que você está disposto a passar e outros não. Quando encontra alguém que está disposto a aturar os seus ‘senãos’ e você aos dele. É muita sorte!!!

Enfim, cultivo em mim o romantismo – conscientemente e por opção – e acho que essa música é uma verdadeira declaração de amor! Se tem algo que nunca vou me arrepender nessa vida é de ter dito a todas as pessoas que amo, que as amo!

Você já disse o quanto a pessoa que está ao seu lado é importante pra você? O quanto você se sente sortudo (a) por tê-la em sua vida? Faça isso e me conte como foi a reação… aposto que será tão linda como essa música!

Tiano, ainda bem que você vive comigo, porque senão, como seria essa vida!?!?!

 Te amo!!

 

Anúncios

3 Respostas

  1. Lindo.
    Se entre tantos milhões de possibilidades deste mundo tenho a Samanta do meu lado, sou um cara de muita sorte.
    Valeu, Cris, por nos fazer lembrar do quanto temos de água no copo meio cheio.
    Beijo grande!
    Juliano Rigati

  2. Que bom!!
    Qual é o e-mail dela???…ela precisa ler seu comentário!!! Tão romântico!!!!
    :o)

  3. Vc anda romântica, hein? Acho que a sorte está em achar um cúmplice para a vida toda. Alguém que entenda as suas loucuras e compra suas idéias mesmo que pareçam absurdas. Alguém que está do seu lado pro que der e vier. Alguém que tolere as mudanças de personalidade que a vida causa na gente, naturalmente. É raro, mas é possível. Basta olhar no espelho e fazer o mesmo. Se tentarmos com afinco, dá certo e a recompensa não tem preço.
    Boa, Cris!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: