Uma história musicada


O samba, que é tido como o ritmo nacional por excelência, geralmente trata da vida e do cotidiano de famílias e moradores da periferia em suas letras.

Não importa qual seja a sua preferência musical – e que fique claro que eu respeito o gosto de todos – mas é inegável que o samba é aquele estilo que combina com momentos de descontração, diversão com amigos etc. Estou falando de samba e não de pagode, sambas de carnaval ou outros genéricos.

E é justamente para trazer ao Vitrola na Caixola esse mesmo clima, que hoje eu comento uma música do Seu Jorge que eu A-D-O-R-O!

 

Vacilão

Seu Jorge

Se arrependimento matasse…mulher… mulher é um quilo bem pesado bicho!

Aquilo é que era mulher pra não me acordar cedo, saía da cama na ponta do pé
Só me chamava tarde sabia meu gosto, na bandeja café
Chocolate, biscoito, salada de fruta, suco de mamão
No almoço era filé mignon com arroz à la grega, batata corada e um vinho do bom
No jantar era a mesma fartura do almoço e ainda tinha opção
É mas dei mole ela me dispensou

…Cheguei em casa outra vez doidão…Briguei com a preta sem razão
…Quis comer arroz doce com quiabo…Botei sal na batida de limão

Dei lavagem ao macaco, banana pro porco, osso pro gato
Sardinha ao cachorro, cachaça pro pato
Entrei no chuveiro de terno e sapato, não queria papo

Fui lá no porão, peguei treisoitão, dei tiro na mão do próprio irmão que quis me segurar, ele consegui me desarmar

Fui pra rua de novo, entrei no velório pulando a janela xinguei o defunto, apaguei a vela
Cantei a viúva mulher de favela, dei um beijo nela
O bicho pegou a polícia chegou…

Ela não me quer mais

Aquilo é que era mulher pra não te acordar cedo, saía da cama na ponta do pé
Só te chamava tarde sabia teu gosto, na bandeja café
Chocolate, biscoito, salada de fruta…..suco de mamão
No almoço era filé mignon com arroz à la grega, batata corada e um vinho do bom
No jantar era a mesma fartura do almoço e ainda tinha opção
É mais deu mole ela dispensou você

 …Cheguei em casa outra vez doidão …Briguei com a preta sem razão
…Quis comer arroz doce com quiabo …Botei sal na batida de limão

 Deu lavagem ao macaco, banana pro porco, osso pro gato,  sardinha ao cachorro, cachaça pro pato
Entrei no chuveiro de terno e sapato, não queria papo

Foi lá no porão, pegou treisoitão deu tiro na mão do próprio irmão que quis te segurar, ele consegui me desarmar

Fui pra rua de novo, entrei no velório pulando a janela, xinguei o defunto, apaguei a vela
Cantei a viúva mulher de favela, dei um beijo nela, o bicho pegou a polícia chegou, um coro levou em cana entrou… Ela não me quer mais
Bem feito!

Para reforçar o meu “A-D-O-R-O”… essa música é cantada em dueto; outro ponto que me empolga na maioria das músicas.

Uma característica interessante das letras de samba é que como boa parte delas conta histórias, elas também estimulam a nossa imaginação. Com a descrição dos cenários e personagens, a história fica muito sua… peculiar.

Na minha versão para a música o vacilão é parecido com o Agostinho de “A grande família”- aquele seriado da Globo – na forma de se vestir. Ele usa camisa listrada com casaco xadrez por cima…. mas diferente do Agostinho, meu personagem tem um bigodinho comprido que fica sujo quando come e anda com um molho de chave pendurado no colar dourado que a mãe dele deu! Rsrs

A mulher dele é aquela mulher que apesar de dedicada ao marido, é vaidosa e se mantém “na moda” como suas finanças permitem. Já o irmão é aquele temporão, mais descolado, mas que tem o irmão mais velho como um pai.

Bom, os acontecimentos tem as imagens mais cômicas possíveis dentro dessa minha cabecinha fértil. A mais engraçada mesmo é quando o cara entra no velório, xinga o morto, apaga a vela e beija a viúva. Imagino um momento ‘solo’ desse personagem nesse momento, com diversas pessoas velando o morto na sala de uma casa, todos parados e estarrecidos, até que depois de ele fechar a cena com o beijo na viúva, todos saem da ‘paralizia’ e começa o maior furduncio!

Bom, pra finalizar minha versão cenográfica da história, vejo a esposa dele do outro lado da cela em que ele vai preso, com um salto bem alto, um vestido vermelho bem colado, maquiada e com o cabelo num estilo molhado, por conta do creme rinse, dizendo:

-Bem feito!

Ahhhhh…. uma verdadeira diversão em forma de música essa a nossa caixola!!

Espero que ela também tenha estimulado sua criatividade e você divida com a gente as principais características dos seus personagens e cenários!!

Bom final de semana e até a próxima!

About these ads

Uma resposta

  1. Amigaaaaaaaa…Essa música é engraçadíssima!!! Diversão na certa e todos cantarolam…ótimo repertório para a vitrola….Parabéns…

    Mas como a imaginação da gente é fértil né?? Eu já imaginei um cara do tipo malandro carioca…daqueles negrões vaidosos, com um colarzinho de ouro pendurado no pescoço, morando com sua mulata linda, excelente dona-de-casa, vaidosa e com corpo perfeito, ambos com seu “cafofo” em um desses morros cariocas… kakakakakaka :P

    Infelizmente, todo malandro pensa que é esperto, cheio de malícia (o que realmente é verdade), mas em algum momento da vida, esse mesmo malandro acaba tomando algum revés na vida, principalmente em se tratando de mulheres, que em sua maioria, são bemmmmmm espertinhas!!! hehehe

    Acho muito bacana esse modelo de dedicação feminina à família e ao amado….na maioria das vezes (deixando claro, que existem algumas exceções), ela se deixa em segundo lugar, com a finalidade de agradar primeiramente aos seus queridos….minha avó sempre foi assim, minha mãe e muitas vezes eu também…

    Mas vamos combinar mulherada…também é bacana ver o reconhecimento, pelo menos de vez em quando, por aquilo que se faz, não é?

    E mulher é tão fácil de se agradar…uma florzinha…um bombomzinho…bilhetinhos românticos…um chamego…

    Mas nessa correria do dia-a-dia, a gente acaba se esquecendo dessas pequenas coisinhas, fazendo com que a rotina quebre todo o encanto do amor!!! hehehe

    Tadinho do malandro…se ele soubesse disso, talvez não teria perdido sua amada…rsrsrsrs Mas fica a lição para a próxima vez, porque malandro que é malandro, não desiste jamais!!! kakakakaka :P

    Beijokas a todos!! Fui!! hehehe

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: